Da Terra ao Sol são 149.597.870.700 metros

19-09-2012 14:14

A distância que separa o nosso planeta da nossa estrela tem norma definitiva

Os astrónomos redefiniram uma das distâncias mais importantes no Sistema Solar. A unidade astronómica (UA), a distância aproximada entre a Terra e o Sol deixou de ser uma complicada equação para converter-se num único número. A nova norma foi aprovada em Agosto passado, por unanimidade, na reunião da União Astronómica Internacional que se realizou em Pequim. A unidade astronómica (UA) é agora de 149.597.870.700 metros.

A distância entre o nosso planeta e a nossa estrela é um dos valores mais antigos da astronomia. A medição precisa foi realiza pela primeira vez em 1672 pelo astrónomo Giovanni Cassini, que observou Marte desde Paris, enquanto o seu colega Jean Richer fazia o mesmo na Guiana Francesa (América do Sul).

A partir da diferença angular entre as observações, calcularam a distância entre a Terra e Marte e utilizaram-na para encontrar a distância da Terra ao Sol. O seu cálculo foi de 140 milhões de quilómetros, número próximo do actual.

Até à segunda metade do século XX, este tipo de medições era a única forma fiável de obter as distâncias no Sistema Solar. Recentemente, a UA incorporou a constante gravitacional de Gauss, o que colocou problemas aos cientistas que trabalhavam nos modelos do Sistema Solar.

Agora, a constante foi eliminada, já que as técnicas modernas permitem medir directamente as distâncias com precisão. Graças aos radares e láseres dos satélites, a alteração já podia ter sido feita há vários anos, mas só agora os astrónomos estiveram de acordo entre si sobre a mudança.

 

Os Segredos do sol, a quase 150 milhões de quilómetros da nossa Terra

 

Fonte/Adaptado de: Ciência Hoje

—————

Voltar