Delta encontrado em Marte

05-09-2011 10:34

A sonda Mars Express, da Agência Espacial Europeia, descobriu que a cratera Eberswalde, em Marte, poderá ter sido preenchida por um lago. Os investigadores chegaram a esta conclusão após terem observado um delta que ali desaguava.

A cratera Eberswalde, identificada por Michael Malin e Kenneth Edgett (Malin Space Science Systems), em 2003, situa-se nas chamadas terras altas do sul de Marte. Tem 65 quilómetros de diâmetro e formou-se há mais de 3,7 mil milhões de anos, aquando do embate de um asteróide. 

 

A borda da cratera está intacta apenas num dos lados. A restante quase não é visível, pois um impacto posterior, que criou a cratera Holden ao seu lado, com 140 quilómetros de diâmetro, terá provocado o seu enterramento.

No entanto, na parte visível da bordo é possível observar um bem preservado delta e os seus canais. Este cobre uma área de 115 quilómetros quadrados.

Quando os sedimentos do delta se depositaram na cratera, outros mais recentes foram acumulando-se e acabaram por cobrir grande parte dos canais. Os investigadores acreditam que o vento transportou estes sedimentos para a cratera o que deixou o delta visível.

Tanto a cratera Eberswalde como a Holden são dois dos quatro possíveis destinos para o próximo rover da NASA a ser enviado a Marte, no final deste ano.

Fonte: Ciência Hoje

—————

Voltar