Investigadores desenvolvem ‘sal de cozinha’ líquido

12-03-2012 09:23
Descoberta pode ser usada como condutor eléctrico em pilhas

 

Investigadores do Instituto de Tecnologia Química e Biológica (ITQB) estão a explorar a possibilidade de criar líquidos iónicos mais iónicos ao adicionar sais inorgânicos comuns (que contêm cálcio, sódio ou amónio) a estes sais líquidos orgânicos de múltiplas aplicações.
“Sais que são líquidos à temperatura ambiente são denominados de líquidos iónicos e contêm, em pequena percentagem, algumas características do sal comum de cozinha, mas este só é líquido acima de cerca de 800 ºC. Para aplicações em que seja muito importante poder ter sais no estado líquido em condições normais de temperatura ambiente, surgiu a ideia de combinar os líquidos iónicos com os sais tradicionais”, explica Luís Rebelo ao Ciência Hoje.

 

Segundo o chefe de laboratório onde foi conduzida a investigação, o resultado quando se misturam os líquidos iónicos com os sais tradicionais “é um sal com características muito próximas dos sais tradicionais, mas que é líquido”.
Esta nova estratégia oferece mais flexibilidade para a utilização destes compostos em todos os aplicativos conhecidos, em especial naqueles que exigem maior condutividade eléctrica. Assim, o sal líquido com características muito próximas das dos sais tradicionais pode ser usado “como solvente para outras substâncias ou compostos químicos, ou como condutor eléctrico em pilhas”, exemplifica o responsável.

O estudo exploratório, publicado na revista Chemical Communications da Royal Society of Chemistry, “envolveu uma pequeníssima amostra, de entre muitas outras possíveis, tanto de líquidos iónicos como de sais tradicionais”, afirma Luís Rebelo. Desta forma, a equipa está agora “a expandir o estudo para muitas mais combinações, a caracterizar as propriedades das misturas obtidas e a interpretar a nível molecular a estrutura e interacções”.

 

Fonte: Ciência Hoje

—————

Voltar