Missão Kepler da NASA descobre planeta rochoso

18-01-2011 15:21

Com 1,4 vezes o tamanho da Terra, o Kepler-10b é o mais pequeno exoplaneta descoberto até à data.

A descoberta deste exoplaneta é o resultado de 8 meses de trabalho de recolha de dados, desde Maio de 2009 até ao início de Janeiro de 2010. "Todas as melhores características da Kepler foram direccionadas para a descoiberta da primeira prova sólida da existência de um planeta rochoso a orbitar uma estrela que não o nosso Sol", afirmou Natalie Batalha, investigadora que lidera a equipa do Ames Research Center da NASA em Moffett Field, na Califórnia, responsável por esta descoberta. " A equipa da Kepler assumiu o compromisso de, em 2010, descobrir nos dados recolhidos evidência de pequenos planetas e o trabalho começa agora a dar os seus frutos".

O fotómetro ultra-preciso da Kepler é capaz de medir a insignificante diminuição do brilho de uma estrela que ocorre quando um planeta passa à sua frente. O tamanho do planeta é estimado a partir do valor dessa variação peródica de brilho. A distância entre o planeta e a estrela é calculada a partir dos dados relativos ao tempo correspondente a duas passagens sucessivas.

Com um período orbital de apenas 0,84 dias terrestres, o Kepler-10b está cerca de 20 vezes mais próximo da sua estrela do que Mercúrio está do Sol e, por isso, fora da chamada zona habitável, em que a água pode ocorrer no estado líquido.

O Kepler-10b apresenta uma massa que é cerca de 4,6 vezes a da Terra e uma densidade média de 8,8 g/cm3.

—————

Voltar