Ondas em Titã?

24-05-2013 15:08

 

A maior lua de Saturno está coberta de mares e lagos de hidrocarbonetos

 

 

A maior lua de Saturno, a Titã, é composta, à sua superfície, por lagos e mares. Até ao momento, os cientistas não conseguiram determinar se estes têm ondas como ocorre na Terra. A NASA acredita que hoje pode ser o melhor dia para tirar dúvidas.

A sonda Cassini sobrevoará o mar do norte te Titã, chamado Ligeia Mare, à procura de indícios. Os dados de hipsometria serão recolhidos pelo instrumento de radar.

Os lagos e mares de Titã foram descobertos por esta mesma sonda em 2005 e desde então a sua composição e o que escondem no seu interior têm intrigado os cientistas de todo o mundo, ao ponto da NASA planear enviar um pequeno barco ou submarino para que os investigue.

Lagos, mares e rios de hidrocarboneto cobrem grande parte do hemisfério norte de Titã, fazendo com que este mundo seja o único conhecido, além da Terra, capaz de manter líquido estável à superfície. Além disso, estes hidrocarbonetos caem em forma de chuva. Enquanto o ciclo hidrológico da Terra depende da água, o ciclo equivalente desta lua depende do etano e do metano.

A questão é que com uma temperatura de -178ºC o ambiente desta lua é tão frio que é difícil perceber se pode produzir o efeito de ondas.

O cientistas pensam que à medida que as estações mudam até ao Verão no hemisfério norte de Titã, se produzem ondulações sobre os seus mares e, inclusivamente, os furacões podem começar a girar sobre estas áreas.

Fazer um prognóstico de tempo é ainda mais difícil em Titã do que na Terra”, admite Scott Edgington, sub-director científico do projecto Cassini, no Laboratório de Propulsão a Jacto (JPL) da NASA. “Sabemos que há processos climáticos semelhantes aos da Terra neste mundo estranho, mas surgem diferenças devido à presença de líquidos como o metano”.

 

waves of titan from Grace Schofield on Vimeo.

 

Fonte/adaptado de: Ciência Hoje

—————

Voltar