Ratinhos paraplégicos voltam a andar

01-06-2012 14:24

Uma nova esperança para pessoas com danos na espinal medula que impedem o movimento dos seus membros e o acto de caminhar veio de uma equipa de investigadores suiços.

Desenvolvida pela universidade de Zurique, Suíça, em conjunto com a Fundação Internacional de Paraplégicos, a técnica -- publicada na revista Science -- combina um arnês robótico com estimulação eléctrica e química, que permitiu aos animais retomarem o controlo dos membros traseiros.

Os investigadores conseguiram desta forma reativar neurónios danificados e fazer com que se formassem novas conexões neuronais.

Isto não quer dizer que os danos na espinal medula que levam à paralisia dos membros traseiros sejam totalmente reparados. Os cientistas explicam que, na realidade, está-se perante a manifestação da 'plasticidade' dos neurónios, capazes de realizar novas ligações e de 'reaprender' funções.

Abre-se assim caminho para a remodelação dos circuitos neuronais, mesmo quando danificados, de forma a que a informação chegue ao cérebro, e vice-versa.

Artigo na Science Magazine: Restoring Voluntary Control of Locomotion after Paralyzing Spinal Cord Injury

—————

Voltar