Sol atribui duas idades a rosto de norte-americano

08-06-2012 14:23

Efeitos nocivos de raios UVA mostram envelhecimento prematuro de homem

O sol faz mal à pele e todos já ouvimos isso. No entanto, a prova disso é que William (Bill) Edward McElligott tem duas idades diferentes – uma em cada lado do rosto. O camionista de 66 anos (e que mantém na face direita) conduziu durante quase 30 anos e apanhou mais sol num dos lados – o que mostra visivelmente as consequências da insistente exposição solar e as diferenças entre um e o outro lado do rosto. A imagem, publicada no «New England Journal of Medicine», mostra uma metade da cara de McElligott com uma aparência relacionada com a sua idade, mas o seu lado esquerdo, já que é o que fica exposto quando vai ao volante, parece décadas mais envelhecido, e tem a pele mais espessa e enrugada.

A condição, chamada de dermatoheliosis unilateral ou fotoenvelhecimento (causada por raios solares ultravioletas [UVA]), foi estudada pelos cientistas Jennifer R.S. Gordon e Joaquin C. Brieva, da Universidade norte-americana de Northwestern, em Chicago.

Os raios UVA são a forma mais comum de raios de luz e, mesmo com a janela fechada, podem penetrar o vidro de janela, se não estiver suficientemente matizado para proteger o passageiro. Embora se acredite que os UVA sejam menos nocivos do que os raios UVB, estes também podem sere responsáveis por cancro de pele e estão presentes até mesmo em dias nublados.

Passaram 15 anos até que o camionista notasse alguma diferença entre os dois lados da sua cara, mas McElligott ficou mais atento quando os netos o começaram a questionar sobre as alterações sofridas na pele. Os investigadores sublinharam que o camionista precisa de um acompanhamento regular para prevenção do cancro de pele. “Bloquear a infiltração é a melhor resposta, 365 dias por ano, esteja nublado ou sol, na rua, no carro ou na praia”, alertou a equipa.

 

Fonte: Ciência Hoje

—————

Voltar