Astrónomos captam primeiras imagens de estrela “canibalizada”

12-12-2011 15:08

Foi utilizado um telescópio virtual de 130 metros de diâmetro

 

 

Astrónomos de um instituto de investigação de Grenoble, em França, e do Observatório Europeu Austral obtiveram as primeiras imagens de uma estrela “canibalizada” pela sua companheira estelar, anunciou hoje o Centro Nacional da Investigação Científica (CNRS).

Graças a um telescópio virtual de 130 metros de diâmetro que alia dois instrumentos de medida instalados no Chile, os cientistas puderam observar com uma precisão "inédita" a SS Leporis, um sistema de estrelas binário "atípico", precisa o CNRS em comunicado citado pela France-Presse.

Os astrónomos suspeitam que a estrela menos evoluída "canibalizou" a sua companheira mais velha, uma gigante vermelha e fria, paradoxalmente menos maciça.

Segundo os cientistas do CNRS, a estrela gigante terá "cedido perto de metade da sua massa inicial (...) sob a forma de um vento estelar (...) capturado pelo astro mais quente".

Situadas na constelação de Lièvre, as duas estrelas da SS Leporis têm uma distância ligeiramente superior à distância entre o Sol e a Terra.

As observações permitiram igualmente aos cientistas provar que a estrela gigante vermelha é mais pequena do que se previa, sendo o seu tamanho comparável à órbita de Mercúrio. "Abrem-se perspectivas fascinantes para o estudo de outros sistemas de estrelas binários em interacção", sublinha o CNRS.

 

Consultar para mais informação a página do European Southern Observatory

 

Fonte/Adaptado de: Ciência Hoje

—————

Voltar