Técnica consegue tornar ferro transparente

21-02-2012 09:16
Pode ser aplicada a outros materiais opacos

Uma equipa de investigação, liderada por Ralf Röhlsberger, do Deutsches Elektronen-Synchrotron (DESY), em Hamburgo (Alemanha), conseguiu mostrar que o núcleo atómico (constituído por protões, que possuem carga eléctrica positiva, e neutrões que possuem ambas as cargas) pode tornar-se transparente. Segundo o estudo foi publicado na última edição ‘online’ da «Nature», a técnica permite o controlo da transmissão e da velocidade da luz.

O projecto, que utiliza o efeito da transparência induzida electromagneticamente, é importante para o desenvolvimento de computadores quânticos, podendo mesmo vir a substituir os actuais, com velocidades de processamento ainda não atingidas. A técnica permite que materiais opacos possam tornar-se transparentes para à luz em certos comprimentos de onda como o raio X.

 

 

Pelo efeito da transparência induzida electromagneticamente, com um laser intenso numa determinada frequência é possível fazer com que um material não transparente se torne transparente para a luz de outra frequência. Esse efeito é promovido pela interacção complexa da luz com a electrosfera, onde estão os electrões.
O grupo conseguiu demonstrar o mesmo efeito em raio X: quando os raios são direccionados para o núcleo atómico do isótopo de ferro 57 (pelo método chamado de espectroscopia de Mössbauer), que compreende dois por cento desse metal. A técnica pode ser aplicada a outros materiais opacos. No entanto, os investigadores referem que há ainda um longo caminho a percorrer até que o primeiro computador quântico com luz se torne realidade.

 

Artigo: Electromagnetically induced transparency with resonant nuclei in a cavity

 

Fonte/Adaptado de: Ciência Hoje

—————

Voltar